A representação do varejo catarinense

FCDL Saiba mais

Comunicação

Semana lojista
  • Em busca de equilíbrio

    Continue lendo
    Clique e leia
  • Encontro do 34º Distrito em São Lourenço do Oeste

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Armazém realiza programação para mulheres

    Continue lendo Clique e leia
  • 8º Encontro das Mulheres é organizado pela CDL Major Vieira

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Notícias
  • Brasileiros vivem no limite do orçamento, diz pesquisa

    Continue lendo
    Clique e leia
  • CDL Brusque em visita à sede da FCDL/SC

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC garante recertificação da ISO 9001:2015

    Continue lendo Clique e leia
  • Presidente da CDL Pomerode em visita à FCDL/SC

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Blog
  • FCDL/SC ajuda colaboradores a descartar eletroeletrônicos

    Continue lendo
    Clique e leia
  • FCDL destaca colaboradoras no Dia Internacional da Mulher

    Continue lendo Clique e leia
  • Ideias para uma empresa familiar de sucesso

    Continue lendo Clique e leia
  • Empreender é superar desafios

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais

Em busca de equilíbrio

Ivan Roberto Tauffer
Presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC)

A manutenção da Taxa Selic em 6,5% ao ano é uma decisão coerente do Comitê de Política Monetária (Copom) em sintonia com os anseios da recuperação da economia de forma gradual. Pela oitava vez consecutiva o Banco Central fez a sua parte, como um indicativo para que os juros baixem. Com esta marca histórica, espera-se que a medida ajude no controle da inflação, para que a mesma fique num patamar aceitável. Em fevereiro de 2019, por exemplo, comparado com o mesmo mês do ano passado, o IPCA acumula variação de 3,89%, dentro da meta esperada. O cenário econômico deve ser olhado com cautela, pois sabemos que a recuperação e crescimento do país passam por decisões do Congresso Nacional que, atualmente, volta suas atenções para a Reforma da Previdência, pauta prioritária na agenda do país. A expectativa é que eventuais divergências políticas não causem influência na aprovação e na consistência da Reforma, pois de sua efetivação dependem o equilíbrio das contas públicas e a confiança dos investidores. Em nível estadual, uma notícia chama a atenção. O Índice de Atividade Econômica Regional (IBCR-SC), calculado pelo Banco Central, aponta que Santa Catarina apresentou alta de 1,27% no mês de janeiro frente ao mesmo período do ano passado. Se considerarmos que este índice é como se fosse uma espécie de prévia do Produto Interno Bruto (PIB), a notícia é bem-vinda e dá esperança para continuarmos o ano com esperança de um mercado mais equilibrado e em ritmo de crescimento.

Continue lendo